A Qualidade de forma geral é um conceito relativo. Porém, dificilmente um sistema será considerado “com boa qualidade” enquanto apresentar defeitos na realização de suas tarefas. Isso porque quem o utiliza sempre leva em consideração alguns critérios básicos como confiabilidade, funcionalidade, facilidade de uso, eficiência, entre outros.

Quem nunca ouviu frases como: “Ocorreu um ERRO no Sistema”, “Não consigo emitir a NOTA FISCAL”, “Não consigo gerar o meu PEDIDO”. Tais problemas geram perda de eficiência, prejuízos financeiros, além da insatisfação dos clientes. Estas situações muitas vezes ocorrem por falta de planejamento, falhas de comunicação e ausência de um processo de Controle da Qualidade.

Segundo a norma ISO/IEC 9126, a qualidade de software é definida como sendo a (capacidade de um produto ou serviço apresentar funcionalidades e características que atendam totalmente às necessidades específicas ou implícitas dos usuários).

Basicamente o Controle da Qualidade é composto por atividades que visam monitorar o processo de desenvolvimento de software e assegurar que os procedimentos e padrões estão sendo seguidos para que esse objetivo seja atingido.

Mas afinal, como e por onde começar a implantação dessa área na sua empresa?

Aqui vão algumas dicas:

1 – Conscientize as pessoas

O primeiro passo é ter em mente que todos devem trabalhar em busca da Qualidade e evitar que produtos defeituosos sejam entregues aos clientes. Por isso, deve-se conscientizar os envolvidos da importância deste processo e responder a questões como:

  • O que exatamente precisamos melhorar?
  • Como melhorar?
  • Por onde devemos começar?

Hoje em dia, todos deveriam entender que desenvolver produtos confiáveis faz todo sentido para o negócio. Entretanto, ainda existe uma série de razões que impede que isso torne-se prioridade nas organizações.

2 – Comece focado

Procedimentos utilizados para o Controle da Qualidade incluem revisões formais, inspeções técnicas e diferentes níveis de Teste. Segundo Glenford Myers, Teste de Software é o processo de executar um sistema com o objetivo de revelar falhas. Por isso, uma possibilidade é começar por esta atividade e posteriormente avaliar a implantação das demais.

Infelizmente os testes ainda são vistos apenas como secundários no desenvolvimento de software e muitas equipes sequer acreditam nessa atividade. Não caia nessa armadilha, foque as suas iniciativas para criar um processo de teste contínuo e colha os benefícios.

3 – Priorize as ações

Embora sejam várias as possibilidades de ações e oportunidades para melhorar tanto a qualidade dos produtos quanto dos processos, uma sugestão é priorizar as atividades que geram impacto positivo e diminuem os riscos na entrega dos produtos finais. Isso para que tanto a equipe quanto os clientes possam obter os benefícios já nas fases iniciais da nova abordagem, tais como:

  • Produtos com baixo nível de defeitos.
  • Aumento dos níveis de satisfação dos envolvidos.
  • Melhor retorno de investimento.

Teste de Software como foi abordado no capítulo anterior, pode ser uma das atividades a serem priorizadas para a criação de um Departamento de Controle da Qualidade.

4 – Mantenha um processo contínuo

Após dar o primeiro passo é hora de pensar em como tornar o Controle da Qualidade uma prática recorrente. Aqui cabe considerar o aprimoramento contínuo das ferramentas, pessoas e processos com o propósito de prevenir problemas, eliminar desperdícios e reduzir custos. O desafio é garantir que as iniciativas de melhorias não se perderão com o tempo.

Assim sendo, é necessário avaliar o nível em que a empresa está e definir o desempenho que se deseja alcançar para que os objetivos sejam claramente definidos e possam ser cumpridos.

Algumas sugestões para controlar a qualidade de forma contínua são:

  • Preocupe-se com a Qualidade o mais cedo possível.
  • Mantenha uma comunicação eficiente entre os membros da equipe sobre os objetivos a serem alcançados.
  • Avalie constantemente através de indicadores a Qualidade de Produtos e Processos.

Como foi visto ao longo desse texto, o controle da qualidade provê segurança e serenidade para que as empresas possam ter uma visibilidade clara acerca do nível de qualidade dos produtos que constroem e entregam aos seus clientes.

Baixe agora nosso e-book para saber mais e se aprofundar nesse assunto.

Quer colocar em prática os temas abordados nesse artigo? Entre em contato e inicie agora um processo de Controle da Qualidade na sua empresa.

Escrito por Cristiano Baumgartner