formas-de-otimizar-a-analise-e-desenvolvimento-de-sistemas-na-empresa

É comum que empresas de análise e desenvolvimento de sistemas enfrentem dificuldades relacionadas à conclusão de projetos no prazo, gestão de rotinas, monitoramento de métricas de qualidade e retrabalhos.

Diante desse contexto, é preciso que técnicas sejam implementadas pelos gestores para eliminar problemas podendo envolver a implementação de novas ferramentas, adoção de novos métodos e rotinas de gestão.

Ou seja, é preciso que sejam colocadas em prática formas de otimizar os trabalhos, de maneira que eles garantam que a empresa seja mais eficiente e proporcione melhores resultados.

Acompanhe os tópicos seguintes e entenda como tornar a análise e desenvolvimento de sistemas mais produtiva!

Estabelecimento de metas e uso de indicadores

Manter indicadores é indispensável para garantir o controle dos processos de análise e desenvolvimento de sistemas. E, quando usados da melhor maneira, um KPI pode ser decisivo para que os objetivos almejados pelo negócio sejam alcançados.

Todavia, para que essas iniciativas sejam bem-sucedidas, tanto as metas quanto os indicadores devem ser dimensionados de acordo com as características das equipes e levando em consideração as particularidades do projeto de desenvolvimento.

Ao criar o KPI de produtividade, por exemplo, é possível aferir se as linhas de código produzidas estão acima ou abaixo da média. Bem como, ter noção se os desenvolvedores estão trabalhando além da sua capacidade, resultando em estresse e, consequentemente, no aumento do número de erros.

Foco nos processos de desenvolvimento

Os processos envolvidos no desenvolvimento de sistemas devem ser verificados regularmente, viabilizando que os líderes de TI identifiquem ofensores e gargalos operacionais em tempo hábil.

Na medida em que se promove o devido mapeamento e monitoramento dos processos, dificuldades que se impõem à entrega das atividades são eliminadas, fazendo com que as rotinas operacionais se tornem mais ágeis.

Mas isso não é tudo, os procedimentos internos se tornam alinhados aos padrões de qualidade — cada vez mais elevados. Com isso, inevitavelmente, a taxa de sucesso dos projetos de desenvolvimento de sistemas se tornam mais altas.

Comunicação estruturada

A integração entre as áreas de TI é uma das bases para manter o negócio em correto funcionamento. Cientes disso, os gestores devem mover esforços no estabelecimento de políticas, procedimentos de trabalho e outros documentos que tornem o desenvolvimento de sistemas padronizado.

Mas não basta integrar as informações, é preciso promover o adequado compartilhamento dos dados, beneficiando assim todas as fases dos projetos.

Vale dizer que aplicar ferramentas, manter rotinas de feedbacks e desenvolver reuniões regulares são ótimas iniciativas que a lideranças pode colocar em prática para promover uma melhor comunicação.

Monitoramento do ambiente

Finalmente, em ambientes de TI, realizar o adequado monitoramento de recursos e da infraestrutura é fundamental. Afinal, acompanhar periodicamente o status das operações viabiliza a otimização de todas as rotinas operacionais da empresa.

Quando o monitoramento se torna uma rotina, erros são encontrados com maior velocidade e gargalos operacionais são identificados e eliminados antes que se tornem prejudiciais ao negócio.

Se tratando da segurança digital, o acompanhamento de perto da infraestrutura de TI viabiliza que vulnerabilidades de redes ou sistemas corporativos sejam levantadas antes que seja tarde. Enfim, ao extinguir esses problemas, o gestor de TI se protege contra prejuízos financeiros, perda e a exposição de dados sigilosos.

Então, gostou das dicas para promover uma análise e desenvolvimento de sistemas mais eficiente? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdos relevantes.

Escrito por Testing Company