qual-e-o-papel-da-qualidade-na-integracao-entre-negocio-e-sistema

Hoje em dia, softwares e aplicativos fazem parte das estratégias de negócio das organizações. Isso se deve ao fato de frequentemente a tecnologia ser vista como uma forma de fornecer informações corretas e precisas para a tomada de decisão.

Para que a integração entre negócio e sistema ocorra de forma satisfatória é preciso que sejam realizados investimentos em Qualidade durante todo o processo de desenvolvimento. É importante também que as atividades de QA levem em consideração o contexto de negócio apresentado pelo cliente durante todo o ciclo de vida projeto.

Continue lendo e conheça quatro formas de vencer os desafios na integração entre negócio e sistema:

1. Conheça o Domínio de Negócio

Com a finalidade de realizar validações de software mais eficazes, é importante conhecer o domínio de negócio do cliente.

É preciso manter um canal aberto de comunicação entre os analistas de qualidade, analistas de sistema, desenvolvedores e especialistas de negócio, utilizando uma linguagem comum e não apenas focar na linguagem técnica.

Isso facilita o entendimento dos requisitos por todos e ajuda na elaboração dos procedimentos de teste. Dar atenção à área de negócio que o sistema pretende suportar é primordial principalmente para domínios complexos.

2. Valide as Regras de Negócio

Para realizar entregas com a Qualidade esperada, além de identificar não conformidades é preciso averiguar se o sistema está implementando corretamente as regras de negócio.

Uma das formas de realizar essa verificação é através de testes de software, pois além de identificar falhas, esta técnica tem como um dos seus objetivos garantir que o produto atende os requisitos e que está em conformidade com as especificações do projeto.

Nesse sentido, uma boa prática é a realização de testes de aceitação. Este tipo de teste pode ser realizado pelos próprios usuários finais, testadores ou até mesmo pelos desenvolvedores, onde as operações do sistema são verificadas para garantir que estão de acordo com o que foi solicitado.

3. Realize Teste de Integração

Os testes de integração visam verificar se os módulos que fazem parte do sistema funcionam corretamente quando integrados.

Isso é essencial para garantir o correto funcionamento da estrutura que foi estabelecida na fase de projeto, além de evitar que erros relacionados à integração de componentes sejam detectados no ambiente de produção.

4. Analise a Gravidade dos Defeitos

Dependendo do nível de severidade, um bug pode causar grande impacto e acarretar em prejuízos ao negócio.

Sendo assim, possuir informações claras e objetivas sobre a gravidade dos defeitos é de extrema importância para decidir, por exemplo, se um determinado sistema está com a Confiabilidade esperada para ser implantado em produção.

Ademais, é importante que métricas sejam geradas em relação aos erros encontrados para que seja possível analisar a gravidade destes e definir quais podem afetar o negócio caso ocorram no ambiente operacional.

Cabe ressaltar que pela nossa experiência em avaliações da Qualidade, sabemos como a Confiabilidade do Sistema é abalada quando algo importante não funciona como deveria.

Por esse motivo, essas foram algumas das nossas dicas para você não comprometer a qualidade e a confiabilidade das entregas e garantir a correta integração entre negócio e sistemas.

Gostou do texto? Deixe o seu comentário e compartilhe esse post nas redes sociais!

Escrito por Cristiano Baumgartner